Acelere seu metabolismo com 10 maneiras seguras

Não faça dieta restritiva demais

                Fazer dieta não é apenas comer menos, mas ingerir alimentos ricos nutricionalmente e com poucas calorias,  fazendo com que você se sinta cheio durante todo o dia. Isso é importante, porque a restrição de alimentos geralmente faz com que seu organismo pense que está morrendo de fome. E o seu corpo responde diminuindo a queima metabólica, a fim de reter a energia já  existente. O que é pior, se a escassez de alimentos continua, você começa a queimar músculo, que só da seu inimigo, que é a gordura visceral, uma vantagem maior. O seu metabolismo fica mais lento e a gordura passa a reivindicar território ainda maior dentro do seu corpo.

Vá para cama mais cedo

Um estudo realizado na Finlândia pesquisou gêmeos e descobriu que o irmão que dormiu menos e estava sob mais efeito do estresse tinha mais gordura visceral.

          Coma mais proteína

            Seu corpo precisa de proteínas para manter a massa muscular

magra. Um estudo realizado em 2006 no American Journal of

Clinical Nutrition, os pesquisadores recomendavam no

passado que a quantidade de proteína diária fosse de 0,36 g

por quilo de peso corporal. Atualmente, os estudiosos

indicam cerca de 0,8 g e 1 g por quilo de peso corporal.

Adicione uma pequena porção de carne

            magra, duas colheres de sopa de nozes, um pouco de iogurte a

cada refeição ou lanche. Além disso, a pesquisa mostrou que

a proteína ingerida após a refeição pode queimar até 35%

mais calorias.

Prefira alimentos

              orgânicos

Pesquisadores canadenses afirmaram que a maioria dos

pesticidas e poluentes encontrados em verduras e legumes

ficam acumulados em células de gordura, apresentando uma

queda no metabolismo. A explicação para isso é que os

agrotóxicos dificultam o emagrecimento ou ainda podem

provocar ganho de peso. Claro que nem sempre é fácil comer

produtos orgânicos ou pagar por eles.

Cebola, abacate ou grapefruit não

            precisam ser orgânicos. Mas opte pelos orgânicos caso esteja

comprando aipo, pêssegos, morangos, maçãs, nectarina,

pimentão, couve, espinafre ou couve, cerejas, batatas ou

uvas, pois esses alimentos tendem a ter mais agrotóxicos.

Uma dica: se você pode comer a pele, prefira os orgânicos.

Levante-se

            Ficar muito tempo sentado prejudica o processo de

emagrecimento. Pesquisadores descobriram em um estudo que a

inatividade (por quatro horas ou mais) faz com que uma

enzima que controla a gordura e colesterol deixe de

funcionar. Para mantê-la ativada e ajudar na queima de

gordura, acabe com longos períodos de inatividade. Fique em

pé enquanto fala ao telefone, por exemplo.

Beba água gelada

            Pesquisadores alemães descobriram que beber seis copos de

água gelada por dia pode aumentar o gasto de 50 calorias no

período, mesmo quando o organismo está em repouso, o que

seria suficiente para perder 5 kg em um ano. Isso pode

acontecer pelo fato de o organismo ter de se aquecer mais

para manter a temperatura do corpo. Embora as calorias

extras que você perde ao ingerir alguns copos de água não

tenham muito significado, ao tornar-se um hábito pode

ajudá-lo a perder uns quilinhos sem muito esforço.

“Esquente” a

              alimentação

Coma mais pimenta. De acordo com um estudo publicado no

Jornal de Ciência, Nutrição e Vitaminas, a capsaicina,

presente nas pimentas, pode ajudar seu metabolismo a

trabalhar mais. Coma cerca de 1 colher de sopa de

pimenta-vermelha ou verde picada. Isso aumentará a produção

de calor do seu corpo e da atividade do sistema nervoso. O

resultado é um aumento temporário do metabolismo em

aproximadamente 23%. Faça um estoque de pimentas e

adicione-as às refeições, principalmente quando for ingerir

pizzas, massas e frituras.

Tome café da manhã

            Tomar café da manhã faz com que seu organismo mantenha sua

energia em alta. Não é por acaso que aqueles que pulam esta

refeição têm mais chances de serem obesos. E quanto mais

saudável for refeição for, melhor. Um estudo publicado pelo

American Journal of Epidemiology, os voluntários que

ingeriram de 22% a 55% das calorias totais no café da manhã

ganhou apenas 1,7 kg em média em quatro anos. Aqueles que

comeram de 0% a 11% calorias na manhã ganharam quase 3 kg no

mesmo período.

Beba café ou chá

            A cafeína é um estimulante do sistema nervoso central, assim

ela aumenta o trabalho do metabolismo entre 5% a 8%, o que

dá uma média de 98 a 174 calorias a menos por dia. Uma

xícara de chá pode aumentar seu metabolismo em até 12%, de

acordo com um estudo japonês. Os pesquisadores acreditam que

a catequina presente no chá forneça esse impulso.

Lute contra a

              gordura com as fibras

A ingestão de fibras pode acelerar a queima de gordura em

até 30%. Estudos mostram que aqueles que comem mais fibras

engordam menos ao longo do tempo. Coloque cerca de 25 g de

fibras diariamente dividindo em três porções, misture-as com

frutas ou verduras.