Higienizar as Mãos: Só pra prevenir a Gripe?

higiene-lavar-as-mao-limpar-as-maos-650x350
Higienizar as mãos

Quando chega o inverno, é comum aparecerem reportagens e campanhas enfatizando a importância de uma correta higienização das mãos para evitar doenças de origem respiratória como a famosa gripe, que nos últimos anos ganhou destaque com a H1N1.

Fico muito feliz, ao perceber tal preocupação, e observar as pessoas carregando gel asséptico (Álcool em gel) em suas bolsas, cuidadosas com os riscos de contrair uma gripe.

Minha felicidade, se justifica pois fico abordando o assunto em sala de aula, principalmente nos cursos de Boas Práticas de Fabricação e percebo que é a melhor época do ano para tratar do assunto.

Levanto este tema, pois me chama a atenção o fato de que muitas pessoas associam o hábito de higienizar as mãos, apenas para prevenir a gripe. E quando passa este período esquecem completamente que, higienizar as mãos, é um ato básico de higiene pessoal. As nossas mãos são o principal veículo de transmissão de micro-organismos de um indivíduo para outro, assim como para o ambiente e para os alimentos que ingerimos. Quando falo de micro-organismo, falo não só do vírus da gripe, mas também de bactérias como as patogênicas.

Higienizar as mãos é tão importante que, foi criado em 2008 o Dia Mundial de Lavagem das Mãos (Global Hand Washing Day). O dia eleito foi 15 de outubro e a ideia é que nesse dia, em mais de 60 países, sejam desenvolvidas atividades que sensibilizem as crianças à higiene das mãos.

Engana-se a pessoa que acha que higienizar as mãos é apenas passar álcool em gel, saibam que ele serve apenas como um “quebra galho” em casos extremos quando não existe uma pia e sabonete líquido. Porém a higienização correta, depende de duas etapas básicas: Lavar com água e sabonete (preferencialmente líquido) e a sanitização com álcool em gel. Lavar as mãos, tem a função de eliminar resíduos (poeira, orgânico, etc.) e a sanitização possui a função de eliminar micro-organismos como bactérias e vírus.

Para secar as mãos é importante que se utilize papel toalha (não reciclável) descartável, evitar secar as mãos na própria roupa (ato muito comum no dia a dia).

Outro fator importante é o tempo e a maneira correta de higienização, não basta apenas jogar água nas mãos e rapidamente retirá-la de baixo d’água. É necessário que se lave bem entre os dedos, debaixo das unhas, uma dica é durante este procedimento contar até 30.

Quando abordo este tema em sala de aula, é muito comum perceber que algumas pessoas acham o simples ato de higienizar as mãos como uma coisa rotineira sem importância. Porém após apresentar alguns dados a respeito de bactérias encontradas nas mãos das pessoas e os riscos a saúde, é suficiente para convencer que uma boa higienização não mata ninguém, apenas esses pequeninos micro-organismos tão perigosos para nossa saúde.

Dados da OMS (Organização Mundial de Saúde ), descreve que transformar a higienização das mãos em um hábito frequente pode salvar mais vidas do que qualquer vacina ou intervenção médica, reduzindo as mortes por diarreia em 50% e as mortes por infecções respiratórias agudas em 25%. Dessa maneira seguem abaixo algumas informações e explicações sobre quando e como se deve proceder a higienização das mãos.

• Antes de manipular ou consumir alimentos;

• Antes e depois de se entrar em contato com pessoas doentes ou acamadas;

• Antes e depois de ir ao banheiro;

• Depois de espirrar, tossir ou assoar o nariz;

• Após manipular objetos potencialmente sujos ou contaminados;

• Após entrar em contato com animais;

• Sempre que as mãos estiverem visivelmente sujas.

• SEMPRE!

 

Por: Jaqueline Velho Araújo